Em 2020 reunimos, num grande evento de resistência, defensores da arte e da liberdade de expressão em várias cidades do Brasil.

 

Entre 11 e 18 de fevereiro a escadaria externa do Theatro Municipal de São Paulo, foi palco para a ‘Semana de Arte contra a Barbárie’, com uma programação que apostou na diversidade de linguagens e gêneros em todas as suas expressões, num movimento pulsante, crítico e desafiador, para fazer refletir sobre a importância da arte na vida de todos.

Além de São Paulo, cidades do interior do estado como Campinas, São José do Rio Preto, Mairiporã, São José dos Campos, Piracicaba, Ribeirão Preto, Jacareí, Matão, Americana, Sorocaba, Capivari, Suzano, Franco da Rocha e Francisco Morato, se engajaram no movimento. Outros estados também marcam sua participação e organizaram ações com o mote da Semana: arte livre para todos.

 

Importante salientar que a Semana se inspirou no Movimento Arte Contra a Barbárie, lançado em 1999, como manifesto e mobilização inicial de sete companhias teatrais contra a mercantilização da cultura e em prol da construção de uma política cultural pública e democrática.