© 2019 por Movimento Artigo Quinto. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • Facebook
  • Twitter
  • Instagram
  • YouTube

SOBRE

Como Surgiu o Movimento Artigo 5º

Este grupo surgiu da união espontânea de diversos profissionais da área artística e cultural após os inúmeros ataques que o setor vem sofrendo, desde o período eleitoral até a vigência do governo Bolsonaro, e em seguida às seguintes declarações do Presidente, no dia 19 de julho, se referindo à Ancine (Agência Nacional de Cinema) que muito nos preocupam:

 

"A cultura vem para Brasília e vai ter um filtro, sim. Já que é um órgão federal, se não puder ter filtro, nós extinguiremos a Ancine. Privatizaremos ou extinguiremos.”

 

“Agora há pouco, o Osmar Terra (ministro da Cidadania) e eu fomos para um canto e nos acertamos. Não posso admitir que, com dinheiro público, se façam filmes como o da Bruna Surfistinha.”

 

Foi o sentimento de indignação, repúdio  e limites ultrapassados, que a fala do Presidente nos gerou com relação aos ofícios de diversos trabalhadores desse  setor, que nos uniu. Somos cineastas, atores, atrizes, grupos artísticos, diretores, escritores, profissionais da moda, gestores culturais, jornalistas e advogados de todo o país e estamos trabalhando voluntariamente neste movimento. Nosso primeiro passo foi a criação de uma nota de repúdio, fundamentada em bases jurídicas, que foi compartilhada em alguns grupos de whatsapp. O Movimento cresceu rapidamente e trabalhou 48 horas direto, em rede, unindo pessoas de todo Brasil, para lançar campanhas virais focando um “canhão de luz” para destacar o artigo 5º da Constituição. Entendemos que é urgente assumirmos uma posição em defesa da Constituição Brasileira, nascida em berço democrático, vital para existência das atividades criativas e para a preservação do direito de ir e vir, ser e existir e da liberdade de pensar e se expressar. O grupo se inspira na própria Constituição brasileira para se nomear e fundamentar sua criação, pois entendemos que estas declarações configuram sérias ameaças ao Artigo 5º, inciso IX, que rege:

“Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança, à propriedade, nos termos seguintes;

 Inciso IX - é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente, de censura ou licença.”

Somos pela arte livre, por um Brasil melhor e mais justo onde prevaleça o respeito a todos os cidadãos e suas diferenças. E estamos dispostos e manter acesa a luta por este valores e contra qualquer retrocesso na liberdade artística no país.